quarta-feira, janeiro 19, 2022
Mais

    Salário de algumas empresas do país começa a migrar para o plástico

    11/12 – Rodrigo Carro / Brasil Econômico
    download31 1
    Às voltas com um mercado de trabalho em que milhões de profissionais brasileiros não possuem conta corrente ou poupança, empresas — especialmente em setores de maior rotatividade de mão-de-obra — encontram nos meios de pagamento móveis uma forma de substituir os desembolsos em dinheiro, menos seguros e práticos para as grandes companhias. Contas correntes virtuais, nas quais os empregados fazem pagamentos e saques a partir do celular ou de um cartão de débito pré-pago, também atraem pequenas e médias empresas, que normalmente têm menor poder de fogo quando se trata de abrir contas-salário para os funcionários. 
    “Muitas vezes o empregado não tem o perfil de crédito exigido pelo banco. E a empresa de menor porte não tem o que oferecer ao banco em contrapartida”, diz Josival Moreira, presidente da CBBS Cards, companhia brasileira que atua na gestão de folha de pagamento e benefícios. A CBBS contratou o serviço Zuum — da MFS, joint venture da Vivo com a MasterCard — para resolver casos “emergenciais” dos clientes e, ainda, simplificar o processo de pagamento para não bancarizados. As emergências, nesse caso, são os benefícios pagos a empregados recém-contratados, como vale-transporte e vale-refeição. A concessão do vale-transporte, por exemplo, pode levar de duas a três semanas para estar disponível ao usuário. 
    Contabilidade na TV
    Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

    Comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Posts Relacionados

    Populares

    spot_imgspot_img
    ×

    CADASTRE-SE NA NEWS

    Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

    OBRIGADO

    POR SE INSCREVER!