quarta-feira, outubro 13, 2021
Mais

    Reforma tributária deve colocar Mato Grosso em melhores condições para atrair investimentos e gerar renda

    22/03 – Ronaldo Pacheco / Olhar Direto

    reformatributC3A1ria

    A projeção de criar pelo menos cinco pólos industriais, a partir da Grande Cuiabá, passando por Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças e Cáceres, entre outros, será um dos maiores desafios da reforma tributária, em estudo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com técnicos da Secretaria de Estado de Fazenda. A futura consolidação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) será essencial para viabilizar esta meta.
    “A simplificação [tributária] é uma promessa de campanha. É o compromisso de desenvolvimento de todas as regiões do Estado. O governo Pedro Taques é favorável aos incentivos fiscais, mas a medida deve cumprir seu papel social: gerar emprego e renda, fazer com que o Estado cresça e a população tenha oportunidade”, afirmou o secretário Paulo Ricardo Brustolin, titular da Sefaz, para a reportagem do Olhar Direto.
    “Nós temos que lembrar que Mato Grosso possui uma série de decretos e uma série de regulamentos que dificultam a vida das empresas. Não tenho dúvidas de que, depois da reforma, teremos um ambiente legal [para negócios] e realizar um trabalho que seja um marco para o Brasil”, pontuou o secretário de Fazenda.

    Contabilidade na TV
    Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

    Comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Posts Relacionados

    Populares

    spot_imgspot_img
    ×

    CADASTRE-SE NA NEWS

    Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

    OBRIGADO

    POR SE INSCREVER!