domingo, janeiro 16, 2022
Mais

    Preços administrados serão os vilões da inflação em 2015

    10/12 – Patricia Büll / Brasil Econômico
    download29 1
    Às vésperas de encerrar o ano, a equipe de inflação do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre) calcula que a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), ficará à beira de estourar o teto da meta (6,5%) de 2014, ao redor dos 6,4%. E, para 2015, o clima de expectativa passa longe de contar com ventos favoráveis. 
    Segundo economistas ouvidos em reportagem da próxima edição da revista “Conjuntura Econômica”, da FGV/Ibre, a taxa de inflação para o próximo ano tende a repetir a variação atual ou até ultrapassar os 6,5% de teto. De acordo com o superintendente adjunto de Inflação da FGV, Salomão Quadros, o principal influenciador dessa pressão inflacionária serão os preços administrados, ou seja, aqueles controlados pelo governo, que já vêm puxando os resultados para cima. 
    Em 2013, a inflação desse grupo foi baixa, 1,7%. Em 2014, a estimativa é de que chegue a 17%. No próximo ano, os analistas esperam que ela supere os 20%, especialmente considerando o reajuste da tarifa de energia elétrica e do preço da gasolina, além do aumento previsto para passagens de ônibus em alguns estados. 
    Contabilidade na TV
    Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

    Comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Posts Relacionados

    Populares

    spot_imgspot_img
    ×

    CADASTRE-SE NA NEWS

    Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

    OBRIGADO

    POR SE INSCREVER!