terça-feira, janeiro 18, 2022
Mais

    Centralização dos serviços de aposentados e pensionistas chega à quarta etapa

    Procedimento atingiu nesta fase 13 mil pessoas e a meta é totalizar 100% do público-alvo até março de 2021

    Foi concluída em setembro a quarta etapa de centralização dos serviços de aposentados e pensionistas das superintendências e gerências de administração regionais da Bahia, Ceará, Rio Grande do Sul, Sergipe e dos médicos peritos do INSS. Os serviços dos inativos e pensionistas são centralizados no Departamento de Centralização de Serviços de Inativos, Pensionistas e Órgãos Extintos – Decipex, que integra a estrutura da Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia – SGP/ME.

    O procedimento de centralização, que nessa quarta etapa totalizou 13.080 aposentados e pensionistas, é fruto de uma ação conjunta do Programa Unifica, da Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP) e do Decipex/SGP. A meta é atingir 100% dos aposentados e pensionistas do ME 83.506 pessoas, até março de 2021.

    Os ganhos de gestão são muitos, mas os principais passam pela padronização do processo de concessão de aposentadoria e de pensão, implantação de novo modelo de atendimento de pessoal e a digitalização do acervo documental dos aposentados e pensionistas.

    O Decipex lembra, no entanto, que a gestão dos servidores ativos foi mantida nas unidades regionais, que também prestarão o atendimento de todo o público: ativos, inativos e pensionistas.

    No mês de outubro, serão centralizadas as folhas de mais seis estados: Amazonas, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte, chegando ao percentual aproximado de 60% do total da folha de aposentados e pensionistas do ME a ser centralizado no Decipex.

    Sobre o Programa Unifica

    Lançado em março de 2019, o Programa Unifica nasceu com objetivo de implementar um novo modelo de prestação de serviços de Administração e Logística, Orçamento e Finanças, Tecnologia da Informação e Gestão de Pessoas visando à centralização e especialização, redução de custos e eficiência na execução dos processos transacionais, considerando a otimização de espaço físico, aproveitamento e redistribuição da força de trabalho.

    Em agosto do ano passado, a SGC criou a Central de Atendimento de Pessoal (Cape), em Brasília, que unificou as unidades de atendimento aos servidores ativos, inativos e pensionistas do Ministério da Economia na capital federal, com previsão de expansão para as demais unidades até 2021.

    O Programa está estruturado em três principais frentes:

    1) Diagnóstico e integração de processos, que busca a construção de modelo de centralização e integração de processos de Administração e Logística, a centralização da folha de pagamento e a implantação da Central de Atendimento de Pessoal (Cape) nos estados.
    2) Novo modelo de prestação de Serviços da SGC, com a finalidade de implementar uma Central de Serviços, um processo de relacionamento com o cliente, além de organização e padronização de processos.
    3) Implementação de padrão de ocupação e parâmetros para dimensionamento de ambientes em imóveis ocupados por órgãos do Ministério da Economia. compartilhamento de espaços físicos, além da guarda de acervo documental.

    Por Ministério da Economia

    Contabilidade na TV
    Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

    Comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Posts Relacionados

    Populares

    spot_imgspot_img
    ×

    CADASTRE-SE NA NEWS

    Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

    OBRIGADO

    POR SE INSCREVER!