Expectativa de Inflação dos Consumidores registra novo mínimo histórico em julho

0
15

A expectativa mediana de inflação dos consumidores brasileiros para os próximos 12 meses registrou queda no mês de julho de 0,3 ponto percentual, para 4,5%, novo mínimo histórico desde setembro de 2005. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, houve redução de 0,8 ponto percentual.

“O cenário de atividade econômica fraca, preços em geral bem controlados e expectativas de mercado ancoradas possibilitam que a mediana da expectativa de inflação dos consumidores convirja cada vez mais para o consenso de mercado e centro da meta. Para os próximos meses, na ausência de choques, é plausível que haja espaço para novas quedas considerando que a demanda deve voltar a aumentar de forma lenta mantendo os preços em patamar mais baixo”, afirma Renata de Mello Franco, Economista da FGV IBRE.

Em julho, 17,0% dos consumidores projetaram valores abaixo do limite inferior da meta de inflação (abaixo de 2,5%), a maior parcela nos últimos seis meses, enquanto a proporção de consumidores projetando acima da meta de inflação para 2020 diminuiu 2,0%, de 44,8% para 42,8%, a menor parcela nos últimos seis meses.

Nesse mês, famílias de todas as faixas de renda diminuíram suas expectativas medianas para a inflação nos 12 meses seguintes, principalmente as de menor poder aquisitivo. Para as famílias com renda até R$ 2,1 mil, as expectativas caíram meio ponto percentual, de 5,7% para 5,2%, menor valor desde setembro de 2007 (4,9%). No outro extremo, para as famílias com renda acima de R$ 9,6 mil as expectativas recuaram em 0,1 p.p., para 3,6%, chegando a um novo mínimo histórico da série.

Por Portal IBRE FGV

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome