Como atuar no Ecommerce

0
118

O Ecommerce sentiu o impacto do comportamento do consumidor por conta da disseminação do coronavírus. As empresas que atuam no Ecommerce perceberam um aumento nas vendas online para diversas categorias de produtos, inclusive alimentos.

Em frente a queda do varejo físico muitas empresas estão investindo mais nas vendas online para manter um bom fluxo de caixa.

É por isso que estas empresas precisam entender um pouco mais sobre a tributação no Ecommerce e ver quais categorias de produtos valem mais a pena colocar à venda na internet. Em um momento delicado como este é importante fazer este estudo antes de disponibilizar seus produtos aos consumidores. Avalie seu estoque e veja quais produtos tem mais chance de vencer se não forem vendidos a tempo. Em momentos como esse, esta avaliação também é necessária para evitar perder mercadorias.

É muito triste, mas infelizmente podemos afirmar que alguns lojistas aproveitam esse momento para praticarem preços abusivos. Entretanto, essa é uma péssima forma de pensamento, aumentar os preços dos produtos sem necessidade faz com que você fique atrás com relação a seus concorrentes, e é uma prática proibida por Lei.

O Ecommerce tem vários detalhes a serem pensados se comparado a uma loja física, na parte da tributação de venda de mercadorias o produto terá a incidência do ICMS, IRPJ, Cofins, PIS, CSLL, e IPI. Trabalhando claro com a particularidade de cada tributo, sempre vendo se existe alguma isenção e se você cumpre todos os requisitos do fato gerador destes tributos. Muitas vezes a análise tributária está mais ligada a precificação destes itens que tem valores muitas vezes mais baixos nas lojas online que nas lojas físicas. A questão de logística também deve ser levada em conta na formação do preço de venda e também da tributação, pois o frete compõe a base de cálculo do ICMS, por exemplo, quando cobrado do vendedor.

Com certeza a maior dificuldade de adaptação é com relação ao recolhimento do ICMS, pois a alíquota muda conforme o estado de destino da mercadoria. E isso acaba tornando o controle mais confuso do que se você só vendesse no seu estado. E tem outro ponto importante, se a sua empresa não é do Simples, você na venda a consumidor final não contribuinte deverá recolher a diferente do ICMS destacado na nota para o ICMS do estado de destino em guia a parte.

A empresa que não vende a consumidor final, e agora quer vender, e é uma indústria, deve colocar também o IPI na base de cálculo do ICMS. Nos casos de venda a uma empresa que vai revender ou industrializar a mercadoria essa adição não é necessária.

Com base nestes pontos, fica claro que é necessário ter a ajuda de um contador para estruturar melhor as suas vendas pela internet. O contador vai lhe ajudar a entender melhor essa parte da tributação, e se você decidir continuar com as vendas online isso será importante para definir o seu regime tributário do próximo ano.

Todo comércio eletrônico precisa estar qualificado, seja ele de uma empresa de pequeno ou grande porte.  Sem sombra de dúvida, questões como a importância da utilização de ícones na navegação, tempo de carregamento de páginas, e a segurança da página são importantes para o usuário.

Com uma página que tenha filtros de busca úteis e inteligentes o internauta pode achar mais facilmente o item que ele tem interesse. Neste sentido quanto menos campos de preenchimento melhor.

O coronavírus trará impactos a sua empresa, não há como evitar isso, mesmo que você venda online, itens que vem de fora do Brasil também foram afetados. E a construção do estoque de alguns produtos poderá ser mais difícil neste momento.

Com isso tente ser menos dependente também do mercado externo, e aumente o seu leque de fornecedores. Sim, independentemente de ser um fornecedor nacional ou não, evite ter apenas um fornecedor. O importante nesse momento é ter diversidade de fornecedores por categorias e por produto. Com isso, se o seu fornecedor principal falhar, você poderá recorrer aos outros para suprir suas demandas.

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome