Sefaz MT registra aumento de 69% na emissão de Notas Fiscais com CPF

0
10

Após lançamento do Programa Nota MT o número de notas emitidas com CPF de consumidor cresceu, em comparação com 2018

Com menos de oito meses, o Programa Nota MT já possibilitou um aumento na emissão de notas fiscais com o CPF do consumidor. A Secretaria de Fazenda (Sefaz) registrou um incremento de 69% na média mensal de notas fiscais de consumidor eletrônica (NFCe) emitidas no 2º semestre 2019, em comparação com o mesmo período de 2018.

Os dados constam no Relatório Geral 2019 do Programa Nota MT, divulgado na segunda-feira (09), pelo Núcleo Gestor do Programa. A unidade é vinculada à Sefaz e tem como objetivo fiscalizar os atos relativos ao Nota MT. Confira o Relatório Geral no final da matéria.

De acordo com o documento divulgado, no período de julho a dezembro de 2019 a média mensal de notas emitidas com o CPF foi de 4.895.436, o que corresponde a 69% a mais do que o emitido no mesmo período de 2018 quando foi registrada uma média mensal de 2.892.207 documentos emitidos. A emissão das notas fiscais com o CPF do consumidor é um dos requisitos para que ele participe dos sorteios do Programa Nota MT.

Em comparação com o total de NFCe emitida no período, o percentual ainda está abaixo do esperado pela Sefaz, correspondendo a 13% das 37.275.464 emissões realizadas entre julho e dezembro de 2019. Um dos motivos para o resultado é que alguns estabelecimentos se recusam emitir a nota fiscal com o CPF do consumidor, o que gerou mais de 4 mil denúncias no ano passado.

“Para mitigar o problema, a Sefaz está notificando os estabelecimentos e aplicando as devidas penalidades para que eles cumpram com a obrigação de emitir o documento fiscal, inclusive com o CPF do consumidor quando for solicitado”, esclarece o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.

Além de possibilitar a participação nos sorteios do Nota MT, é a nota fiscal de consumidor (NFCe) que comprova a realização de uma venda e alguns tipos de prestação de serviço e o devido recolhimento do imposto. Portanto, é uma ferramenta indispensável para o combate à sonegação fiscal, revertendo no incremento da arrecadação estadual e possibilitando ao Estado realizar mais investimentos para a sociedade.

Cadastro

Outra informação trazida no Relatório Geral é referente aos resultados alcançados em 2019 pelo Nota MT, como a quantidade de usuários cadastrados. No período de julho a dezembro daquele ano, o Programa bateu a sua meta e registrou 251.180 usuários. Na época o número foi comemorado pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, que determinou uma nova meta para 2020: chegar aos 600 mil consumidores cadastrados.

O secretário ressalta que a adesão massiva ao Programa se deve aos mais de 1.000 prêmios que são sorteados mensalmente. “Isso estimula o cidadão a participar e solicitar a emissão do documento fiscal com o CPF. Além disso, o Programa desperta nele o interesse pela função social do tributo, assim como o acompanhamento da aplicação dos recursos públicos”, afirma.

Dados sobre o número de sorteados e a quantidade de entidades sociais beneficiadas pelo Programa Nota MT também são abordados no Relatório. Além disso, o documento informa o total de denúncias recebidas e de empresas notificadas pelo Fisco, e os serviços ofertados por meio do site ou aplicativo do Nota MT.

O Relatório Geral do Nota MT será elaborado periodicamente pelo Núcleo Gestor, instituído pela Portaria nº 175/2019, e disponibilizado nos próximos no site e aplicativo do Programa. A Sefaz ressalta que ajustes estão sendo realizados para que o Relatório de 2019 seja disponibilizado nas plataformas nos próximos dias.

Por Lorrana Carvalho / Sefaz/MT

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome