Balança comercial registra superávit de US$ 520 milhões na terceira semana de fevereiro

0
16
No mês, a corrente de comércio atinge US$ 23,624 bilhões e o superávit chega a US$ 1,105 bilhão

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 520 milhões e corrente de comércio de US$ 7,412 bilhões, na terceira semana de fevereiro de 2020, como resultado de exportações no valor de US$ 3,966 bilhões e importações de US$ 3,446 bilhões. Segundo dados divulgados na quinta-feira (27/02), pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Secex/ME), no mês as exportações somam US$ 12,364 bilhões e as importações, US$ 11,259 bilhões, com saldo positivo de US$ 1,105 bilhão e corrente de comércio de US$ 23,624 bilhões.

Confira os dados completos da balança comercial

Análise da semana

A média das exportações da terceira semana chegou a US$ 793,2 milhões, 5,5% abaixo da média de US$ 839,8 milhões até a segunda semana. A redução se deve à queda nas exportações das seguintes categorias de produtos: semimanufaturados (-10,7%), de US$ 100,1 milhões para US$ 89,4 milhões, em razão de celulose ferro fundido, ouro em formas semimanufaturadas, semimanufaturados de ferro ou aço, óleo de soja em bruto; e básicos (-8,5%), de US$ 450,2 milhões para US$ 412,1 milhões, em razão, principalmente, de petróleo em bruto, carnes bovina e de frango, minério de cobre, café em grão, fumo em folhas.

Por outro lado, cresceram as vendas de produtos manufaturados (+0,8%), de US$ 289,5 milhões para US$ 291,7 milhões, por conta de óleos combustíveis, veículos de carga, suco de laranja não congelado, torneiras, válvulas e partes, máquinas e aparelhos para terraplanagem.

Do lado das importações, houve queda de 11,8%, sobre igual período comparativo – média da terceira semana, US$ 689,1 milhões, sobre a média até a segunda semana, US$ 781,4 milhões. A queda é explicada, principalmente, pela diminuição nos gastos com equipamentos mecânicos, farmacêuticos, cobre e suas obras, adubos e fertilizantes, equipamentos eletroeletrônicos.

Análise do mês

Nas exportações, comparadas as médias até a terceira semana de fevereiro de 2020 (US$ 824,3 milhões) com as de fevereiro de 2019 (US$ 786,9 milhões), houve crescimento de 4,8%, em razão do aumento nas vendas de produtos básicos (+10,2%), de US$ 397,0 milhões para US$ 437,5 milhões. Por outro lado, caíram as vendas de produtos semimanufaturados (-1,2%), de US$ 97,7 milhões para US$ 96,6 milhões, e manufaturados (-0,7%), de US$ 292,2 milhões para US$ 290,2 milhões.

Em relação a janeiro de 2020, houve crescimento de 25,6%, devido ao aumento nas vendas de produtos básicos (+33,9%), de US$ 326,8 milhões para US$ 437,5 milhões; e de manufaturados (+25,4%), de US$ 231,4 milhões para US$ 290,2 milhões, enquanto diminuíram as exportações de produtos semimanufaturados (-1,7%), de US$ 98,2 milhões para US$ 96,6 milhões.

Nas importações, a média diária até a terceira semana de fevereiro de 2020, de US$ 750,6 milhões, ficou 18,9% acima da média de fevereiro do ano passado (US$ 631,1 milhões). Nesse comparativo, cresceram os gastos, principalmente, com equipamentos mecânicos (+131,0%), combustíveis e lubrificantes (+19,0%), farmacêuticos (+17,2%), químicos orgânicos e inorgânicos (+11,6%), plásticos e obras (+10,8%). Em relação a janeiro de 2020, houve crescimento de 2,1%, pelos aumentos em equipamentos mecânicos (+83,0%), combustíveis e lubrificantes (+20,5%), farmacêuticos (+10,3%), plásticos e obras (+6,7%), químicos orgânicos e inorgânicos (+5,8%).

Por Ministério da Economia

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome