Mesmo sem repatriação, governo teria cumprido meta fiscal de 2016, diz Meirelles

0
201
02/02 – Taís Laporta, G1

O governo federal teria cumprido a meta fiscal mesmo sem as receitas extras obtidas com o programa de repatriação de recursos do exterior, afirmou na quarta-feira (1º) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. As contas do governo fecharam 2016 com um rombo recorde de R$ 154,25 bilhões, abaixo da meta de R$ 170,5 bilhões.
Segundo o ministro, o programa de repatriação rendeu R$ 24 bilhões aos cofres da União, já que R$ 37 bilhões foram gastos com despesas que não haviam sido pagas em anos anteriores (restos a pagar). “A meta fiscal teria sido cumprida mesmo sem a receita da repatriação”, disse.
Os recursos ingressaram nos cofres públicos em outubro e ajudaram a melhorar a arrecadação. A repatriação permitiu a brasileiros regularizarem bens não declarados no exterior. Para ter direito aos benefícios da repatriação – deixar de sofrer processo por sonegação – os contribuintes pagaram multa e Imposto de Renda.

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome