CCJ aprova admissibilidade de PEC que veda impostos sobre produção e venda de gás de cozinha

0
152

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 21/19, que veda à União, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios instituir impostos sobre a produção e comercialização do gás de cozinha no território nacional.

O relator, deputado Wilson Santiago (PTB-PB), recomendou a aprovação da admissibilidade. “Não há óbices para a apresentação e a tramitação da proposta.”

Autor da PEC, o deputado Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) citou estudo segundo o qual as eventuais altas no preço dos combustíveis tornaram-se um grande problema para os brasileiros. O gás de cozinha, ressaltou ele, tem grande impacto no orçamento das famílias, sobretudo das mais pobres.

A Constituição já veda aos entes federados instituir impostos, entre outros, sobre livros, jornais e periódicos; templos de qualquer culto; e patrimônio, renda ou serviços dos partidos políticos, entidades sindicais dos trabalhadores, instituições de educação e de assistência social sem fins lucrativos.

Tramitação
Será constituída uma comissão especial para debater e votar a proposta. Depois, o texto seguirá para o Plenário da Câmara, onde terá de ser votado em dois turnos.

Por Agência Câmara

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome