Brasil apresenta resultados na transformação digital em evento promovido pela OCDE

0
426

Em Bruxelas, líderes em governo digital de 33 países debatem avanços dos serviços públicos

A transformação digital realizada pelo governo brasileiro será apresentada nesta quinta e sexta-feira (19 e 20/9) no E-Leaders 2019, em Bruxelas (Bélgica), pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Além dos países membros da OCDE, o Brasil é um dos poucos convidados externos a participar do encontro, voltado este ano ao debate sobre os avanços nos serviços públicos.

“A política de transformação digital se tornou uma agenda prioritária do governo. Isso é tão importante que tira das costas do cidadão, seja o trabalhador ou empresário, a necessidade de deslocamentos, juntada de documentos, idas a cartórios e todos os processos burocráticos que são tão caros para a nossa economia e travavam o crescimento até aqui”, ressaltou o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro.

As ações de transformação digital no governo brasileiro, lideradas pela Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, são no sentido de atingir quatro grandes objetivos até o final de 2020: lançar a identidade digital; publicar 1 mil novos serviços digitais; unificar os canais digitais do governo; e agilizar o registro de empresas que atuam no país.

Desde janeiro, o governo federal digitalizou 320 serviços, quase três vezes mais do que em todo o ano de 2018, gerando uma economia anual de quase R$ 1 bilhão – aproximadamente R$ 200 milhões para o governo e R$ 740 milhões para a sociedade.

O E-Leaders 2019

Realizado em anos anteriores no Japão (2015), Estônia (2016), Portugal (2017) e Coreia do Sul (2018), o E-Leaders deste ano reúne os líderes em transformação digital não só do setor público, mas especialistas do setor privado, da sociedade civil e do meio acadêmico.

O desafio é demonstrar como as experiências de êxito podem ser reproduzidas e adaptadas a outros países membros e não membros da OCDE, como é possível acelerar estratégias de transformação digital sustentáveis no setor público e como incrementar o número de serviços capazes de gerar bem-estar social por meio do avanço digital.

No modelo brasileiro, o caso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que completou a digitalização de todos os serviços em julho deste ano, é um dos principais marcos. Hoje, inclusive os pedidos de aposentadoria podem ser pedidos via online. “Já são 10 milhões de solicitações por ano que agora o brasileiro pode fazer sem sair de casa nem pegar fila e trânsito”, acrescenta o secretário de Governo Digital. “É mais qualidade de vida para o cidadão”.

Por Ministério da Economia

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome