Seminário internacional destaca experiências de serviços públicos digitais oferecidos ao cidadão

0
377

Um dos principais desafios do Brasil é tornar o atendimento mais eficiente, ágil e simples, aponta secretário Uebel

A população brasileira é a quarta mais conectada do mudo. Mais de 120 milhões de pessoas têm acesso à internet e mais de 90% se conectam pelo telefone celular. O índice de conectividade aumenta todos os dias e o Estado precisa atender ao cidadão de forma mais eficiente, ágil e simples.

O diagnóstico é do secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, apresentado na terça-feira (13/8), ao abrir o seminário internacional “Integração de Serviços Públicos para um Governo Centrado nos Cidadãos”, realizado na Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Segundo ele, o Estado nasceu para servir à sociedade e o cidadão tem de ser o centro de toda política pública. “Nós temos que trabalhar diariamente pensando no cidadão. Principalmente naquele que está na ponta, que vive a realidade, que depende mais do Estado brasileiro”, afirmou.

“Então, é fundamental fazer uma transformação digital, tornando acessível tudo que é possível no formato digital, 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano”, completou.

O secretário reforçou que, junto com a transformação digital, também se faz necessária uma transformação institucional, a fim de rever toda a estrutura administrativa, de atendimento. “O cidadão tem que ser atendido e a vida dele tem que ser fácil. E cabe a nós, os diversos poderes e os diversos níveis da federação conversar, coordenar esforços para que esse serviço chegue da melhor forma possível. Para que ele possa ir a um único lugar e resolver a sua vida e não ficar sendo mandado para diversas repartições”.

O seminário é organizado pela Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia e Enap, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Durante o evento são apresentadas as melhores experiências nacionais e internacionais relacionadas ao tema, além dos desafios da transformação digital e da construção de governos mais efetivos, eficientes e abertos, com ênfase na prestação de serviços a cidadãos e empresas, adotando um enfoque multicanal.

Serviços digitais

O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, reforçou a meta de digitalizar mil serviços públicos até o fim de 2020. E ressaltou que, mais do que a inclusão de tecnologias digitais na administração pública, os desafios da transformação digital envolvem a integração dos esforços para a modernização do Estado.

“Queremos transformar o governo pelo digital e apoiar todos os órgãos que quiserem oferecer melhores serviços aos cidadãos”, destacou.

O seminário apresenta experiências brasileiras e estrangeiras. No caso do Brasil, foram destacados, por exemplo, o uso da biometria digital e facial, testado pelo INSS para que seus segurados possam realizar prova de vida sem precisar sair de casa, por meio de aplicativo; e a Carteira de Trabalho Digital, da Secretaria do Trabalho. O seminário também traz especialistas na transformação digital e atendimento multicanal de serviços públicos do Canadá, Chile e da Espanha.

Por Ministério da Economia

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome