Florianópolis sedia encontro para debate sobre o futuro do trabalho no Brasil

0
255

Audiência pública faz parte do cronograma de trabalho do Comitê de Estudos Avançados sobre o Futuro do Trabalho

A inteligência artificial e os impactos no mercado de trabalho. Este será o tema da primeira audiência pública regional do Comitê de Estudos Avançados sobre o Futuro do Trabalho, que será realizada no dia 16 de outubro, a partir das 14h, em Florianópolis, no auditório da sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

O ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, fará a abertura do encontro, juntamente com o presidente da Fiesc, Mário César de Aguiar, e do superintendente regional do Trabalho de Santa Catarina, Cley Capistrano de Lima. A cidade foi escolhida para sediar o encontro por ser um importante polo de informática e tecnologia do país.

A audiência contará com a participação de representantes de instituições do setor industrial, dos sindicatos, de universidades e do Poder Judiciário. “A ideia é colhermos subsídios de profissionais dos setores privado e público e de instituições regionais para chegarmos a um diagnóstico efetivo e, principalmente, consolidarmos sugestões para enfrentarmos a questão das novas tecnologias no mercado de trabalho”, explica o coordenador do Comitê, Mário Magalhães.

As próximas audiências públicas serão realizadas em São Paulo (25/10) e Recife (6/11), ocasiões em que serão debatidos os impactos da Indústria 4.0 e da economia compartilhada no futuro do trabalho. Paralelamente aos encontros estaduais, o Ministério do Trabalho também está realizando as reuniões do Comitê de Estudos Avançados sobre o Futuro do Trabalho,. em Brasília. A terceira reunião está agenda para 30 de outubro.

Proteção do trabalho – O Comitê de Estudos Avançados sobre o Futuro do Trabalho reúne representantes do governo, do Judiciário, do meio acadêmico, de entidades de classe e sindicais (de empregados e empregadores). Tem a missão de discutir e propor formas de proteção ao emprego diante do avanço da automação.

As contribuições da sociedade brasileira também são recebidas pelo Ministério do Trabalho por meio de consulta pública (futurodotrabalho@mte.gov.br). Inicialmente, foram selecionados três assuntos para serem respondidos: presença das novas tecnologias nas atividades econômicas, impacto dessas tecnologias no mercado de trabalho e políticas públicas que promovam a inclusão de trabalhadores no processo de transformação.

As propostas serão analisadas pelo comitê, e o resultado será compilado para discussão no Conselho Nacional do Trabalho (CNT). A expectativa é de que o relatório final com os estudos e proposições do grupo seja apresentado dia 23 de novembro.

Por Indiara Oliveira / Ministério do Trabalho

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome