Situação econômica preocupa as micro e pequenas paulistas

0
68
28/03 – Bruna Kfouri / DCI – SP / Fenacon
Após registrar uma queda de 3,4% no faturamento do ano passado, a primeira desde 2009, as micro e pequenas indústrias paulistas tentam se manter otimistas para este ano. As preocupações com o cenário econômico atual, porém, não param de crescer. O acesso ao crédito dificultado pelo fato de os bancos estarem mais seletivos, os possíveis feriados devido à Copa do Mundo e a sombra da inflação figuram entre as preocupações. Além disso, a última pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Sindicato da Micro e Pequena Indústria de São Paulo (Simpi), registrou em fevereiro deste ano a pontuação mais baixa da série no Indicador de Atividade Empresarial (54,5 pontos). De acordo com o Simpi, o segmento deve atingir em 2014 um tímido crescimento.
“Acho que haverá crescimento, pequeno, mas haverá. Com base no cenário atual, nossa projeção segue em torno de 1%”, afirma em entrevista ao DCI o presidente do Simpi, Joseph Couri. Segundo ele, além da dificuldade de acesso ao crédito, da elevação dos juros e da inflação, a quantidade de feriados – que pode aumentar durante a Copa do Mundo – também gera dúvidas em relação ao possível impacto na linha de produção de alguns setores em específico. “Os feriados deste ano têm caído no meio da semana. Como a maioria das pessoas emenda, observa-se uma perda de dias úteis. Por isso, mais feriados durante os jogos da Copa podem atrapalhar a linha de produção das empresas”, diz.

 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário.
Seu nome